schiaparelli-pousando-em-marte

Se não querem revelar o que a sonda marciana constatou em Marte, basta dizer que perderam a Sonda ou seu sinal, soa muito conveniente isso.

A Agência Espacial Europeia – ESA revelou que não recebeu quaisquer sinais de sua sonda marciana, Schiaparelli.

A sonda, que viajou por 500 milhões de quilômetros até Marte, ficou no espaço por sete meses.

De acordo com as autoridades, é muito provável que o ‘pouso macio’ da Schiaparelli não ocorreu como planejado, e provavelmente falhou. Os especialistas dizem que a sonda pode ter ejetado do paraquedas cedo demais.

Eles ainda revelaram que o módulo ‘completou os passos com sucesso durante sua descida de seis minutos pela atmosfera de Marte, mas os motores de empuxo da sonda desligaram mais cedo do que se esperava’.  Esta pode ser a razão porque a sonda se acidentou no planeta vermelho.

Contudo, embora a sonda provavelmente se acidentou em Marte, a missão por si mesma não foi considerada um fracasso. A sonda Schiaparelli era uma sonda de testes, enviada a Marte para testar as tecnologias europeias de pouso à frente da missão do jipe-sonda ExoMars para 2020.

Além disso, a nave-mãe da Schiaparelli, a ExoMars Trace Gas Orbiter (TGO) foi colocada na órbita de Marte com sucesso.

Em um ano, esta sonda irá ‘farejar’ a atmosfera marciana à procura de traços anormais de gases, tais como o metano, que, de acordo com os cientistas, pode ser um sinal de vida em Marte.

A sonda Schiaparelli foi a segunda tentativa de pouso em Marte pela ESA.

No dia de Natal, em 2004, a sonda Beagle 2 estava programada para pousar no planeta vermelho.  Após separar do Mars Express, ela perdeu a comunicação.

Acontece que a Beagle 2 pousou em Marte com sucesso, mas a comunicação da sonda foi cortada pois ela falhou de estender seus painéis solares.

Se a Schiaparelli reportasse de volta à Terra, ele teria despendido os próximos quatro dias coletando dados meteorológicos, antes que suas baterias acabassem.

Anúncios