voyager-1

Em 2010, à medida que a sonda Voyager 2 – um dos objetos feitos pelo homem que está mais distante da Terra – se aproximou da fronteira longínqua do sistema solar, algo completamente inesperado ocorreu.  Os cientistas descobriram que o código binário do sistema de comando na nave foi mudado.  Um ‘0’ foi mudado para ‘1’.  A sonda começou a mandar dados numa linguagem que os cientistas não podiam compreender. Alguém, ou algo, alterou o sistema de comunicação da Voyager 2.

A Voyager 2 é uma nave não tripulada da NASA, que está numa jornada épica através do espaço.  Ela foi lançada em 20 de agosto de 1977, e sua meta primária era a de estudar os planetas na zona exterior do sistema solar.

Após completar com sucesso um número de missões  dentro do nosso sistema solar, sua missão foi estendida para estudar a fronteira do sistema solar. A nave tem operado por quase 40 anos.

Oficialmente esta sonda está localizada à uma distância de 112,5 Unidades Astronômicas do Sol (uma Unidade Astronômica equivale à distância média entre a Terra e o Sol).

Este é um dos objetos feitos pelo homem que está mais distante de nós no espaço, e os cientistas esperam que a nave alcance o espaço interestelar entre 2019 e 2020.

Embora a sonda continue sua jornada no espaço sideral, em 2010 alguém, ou algo, alterou o sistema de comunicação dela. Um código binário foi alterado.

Kevin Baines declarou:

“Conferindo os sistemas com outros links de dados que eles têm, eles (a equipe da Voyager 2) podem dizer que não há nada mais de errado com a nave. É somente com um sistema.”

Ocorre que, após os cientistas diagnosticarem os problemas, eles descobriram que um único dígito no código binário do sistema de comando a bordo da Voyager 2 foi mudado. Um ‘0’ foi mudado para um ‘1’.

De acordo com relatórios, isto significa que algo desconhecido interferiu com os computadores a bordo da nave. Mas quem o fez e por que?  Seria este um erro aleatório?

A Voyager 2 carrega consigo uma mensagem da Terra na sua jornada em direção ao espaço fora do sistema solar. Se  uma civilização inteligente encontrar a sonda em algum lugar do espaço, é provável que irão compreender esta mensagem.

Seria possível que o código binário foi uma mudança feita pelos alienígenas?

De acordo com o ovniólogo alemão, Artwig Hausdorf, a reposta é sim.

Numa entrevista com o site Bild.de, o pesquisador alemão disse:

“Parece como se alguém tivesse reprogramado ou sequestrado a sonda – assim, talvez ainda não sabemos de toda a verdade…”

Os pesquisadores resolveram o problema, reiniciando o computador da Voyager 2 que o causou.

De acordo com um relatório oficial da NASA:

 “…uma mudança de um bit na memória do computador abordo parece ter causado a mudança no padrão de dados de ciência que retorna da Voyager 2.  Um valor numa única localização de memória foi mudado de ‘0’ para ‘1’.”

A mudança no padrão de retorno dos dados impediu que os gerentes da missão decodificassem os dados científicos.

Contudo, alienígenas nem sempre são os culpados, ou são?  De acordo com a NASA, estas mudanças de dados têm ocorrido devido a outras coisas também. Mas ainda é um mistério o porquê de somente UM componente da nave ter sido afetado e não todo o sistema.

Ed Stone, cientistas do projeto Voyager, no Instituto de Tecnologia da Califórnia em Pasadena, disse:

“Esta memória é volátil bem como no seu computador… E assim, ocasionalmente uma partícula de raio cósmico pode causar com que um dos bits mudem, ou realmente pode ter sido uma falha de um dos bits.”

Fonte

Anúncios